(11) 5518-3881

Destaques Tecnológicos

PE metaloceno melhora produtividade dos filmes shrink

Durante a Chinaplas, realizada na China em Abril, a ExxonMobil lançou uma nova geração de polietileno metaloceno, o Enable mPE, com propriedades de encolhimento superiores às das blendas ricas em PEBD (polietileno de baixa densidade) comumente usadas na produção de filmes shrink.

Enquanto a primeira geração de PE metaloceno da empresa, a Exceed mPE, foi desenvolvida para maximizar a performance do filme - melhoria da qualidade da selagem, maior resistência a impacto, melhores propriedades óticas e rigidez – o novo Enable mPE tem apenas uma molécula para melhorar a produtividade e o fluxo de operação do filme a partir da melhoria da estabilidade e da saída da máquina em mais de 20%.

O novo material pode ser usado em linhas cast, blown (coextrusão mono e multicamadas) e em linhas de PEBD e PEBDL (polietileno linear de baixa densidade). Os mercados alvo são os de filme shrink (para paletes), sacos (bags) para cargas pesadas e médias (entre 10 e 25 quilos); filmes cast para empacotamento manual e filmes agrícolas. De fato, o Enable mPE substitui as blendas enriquecidas com 60% a 70% de PEBD, resultando em um filme com espessura 25% inferior e maior resistência.

Como exemplo prático da eficiência do novo material, a ExxonMobil afirma que no caso de filmes para bags de alta resistência, a saída aumenta de 200 Kg/hora para 240 Kg/hora. Outra vantagem apontada pela multinacional é a eliminação de possíveis erros de custo associados às blendas muito complexas.

A proposta da ExxonMobil é aumentar ainda mais seu portifólio de metalocenos e assim atender às crescentes necessidades da cadeia de valor relativas à diversidade de aplicações dos filmes plásticos. A empresa aposta que o número de aplicações de filmes crescerá cada vez mais e que a coextrusão será o processo de transformação do futuro com base no alto nível de qualidade dos filmes.

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Análise de ciclo de vida de embalagem flexível refechável é positiva

Esta foi a principal conclusão da Análise de Ciclo de Vida (ACV) feita pela empresa internacional de pesquisa Franklin Associates a pedido da Zip-Pak e apresentada com exclusividade durante a Interpack. O estudo, que avaliou oito embalagens – seis de carne e duas de cereais matinais, comprova o baixíssimo impacto ambiental da embalagem flexível quando comparada com as alternativas rígidas.

A análise positiva baseia-se em itens como taxa superior da relação produto-embalagem, baixo consumo de energia, baixo índice de resíduo no lixo e baixas emissões de gás. "De modo geral, a embalagem rígida comparada à flexível com zíper, utiliza 2,5 vezes mais energia em sua produção e gera 3,5 vezes mais lixo no pós-consumo", sentenciou Robert E. Hogan, Diretor de Vendas Internacionais e Marketing da Zip-Pak.

No caso específico do pouch flexível com zíper para carne, o estudo mostrou que esta embalagem é a que consome menos energia na produção, gera o menor índice de resíduo e emite menos gases que contribuem para o efeito estufa. As mesmas vantagens foram detectadas na embalagem flexível para cereal matinal.

Vale lembrar que do ponto de vista de transporte a energia responde por menos de 17% da energia total de todos os sistemas. "Contudo, os resultados da Análise mostram que a energia usada para o transporte de sistemas de embalagem reutilizáveis é maior que a energia necessária em sistemas de embalagens flexíveis", finaliza Hogan.

Além dos resultados do ACV, a Zip-Pak, uma das líderes mundial no fornecimento de zíper para embalagens flexíveis, aproveitou a Interpack para mostrar as principais tendências do setor: desaceleração do crescimento da economia, aumento do consumo de embalagens tamanho família, crescimento contínuo do mercado de orgânicos e poder de consumo da população mais idosa.

A empresa garantiu que já trabalha fortemente no desenvolvimento de zíper que atendam a estas novas demandas a partir de sistemas RFID (identificação por rádio freqüência) que evitem a violação da embalagem e garantam sua rastreabilidade; sensores de temperatura; hologramas de alta segurança e outros tantos elementos que agreguem valor ao produto/embalagem como sons e itens promocionais. Como inovações futuras, a empresa fala de zíper com absorvedores de oxigênio (scavangers), zíper com aroma e com baterias (circuitos) flexíveis.

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Filme otimizado

A embalagem coextrudada produzida pela chinesa J&A Industrial é a primeira a usar o novo PVDC Saran, da Dow, para salsichas. As principais vantagens da resina são o aumento da vida de prateleira do produto e a preservação de seu frescor mesmo em um ambiente úmido. Este último item é ainda mais crítico por tratar-se de uma salsicha vegetal, com quase 5% de ingredientes naturais do milho o que aumenta o seu conteúdo de umidade. As excelentes propriedades barreiras do Saran também permitem reduzir a espessura do filme e conseqüentemente os custos gerais do processo. (www.dow.com)

Rótulos alternativos

Dois novos rótulos da Gilbreth começam a agitar o mercado internacional. O primeiro usa um filme iridescente ideal para embalagens comemorativas. Como o filme interage com a luz, ele projeta um padrão caleidoscópico de cores. Sua base são as resinas PETG e PLA e ele já está sendo testado pelas indústrias de bebidas, perfumes e cosméticos. Já o EarthFirst é um filme encolhível à base de PLA (ácido poliláctico), uma alternativa para os filmes oliolefínicos. (www.gilbrethusa.com)

Sleeve diferente

O sistema Endura da B&H Labeling permite aplicar rótulos sleeve em todo o corpo da embalagem, independente de seu tipo, tamanho ou formato, com ou sem contorno. O equipamento pode trabalhar com embalagens de 2 a 4,8 polegadas de diâmetro e de 2 a 12 polegadas de altura, a velocidades de 400 embalagens/minuto. Outro diferencial é o sistema de corte mais preciso e que reduz as aparas além de minimizar a necessidade de manutenção. A troca de serviços também é rápida: 15 minutos tanto para o aplicador de rótulos como para o túnel de encolhimento. (www.bhlabeling.com)

Opção para cerveja

A Film Source International e a Polypack introduziram um novo sistema para embalagem de latas de cerveja. Trata-se de uma embalagem múltipla com filme shrink com uma impressão de altíssima qualidade. A vantagem é a flexibilidade na formação dos packs; pode-se fazer qualquer configuração. (www.polypack.com e www.filmsourceinternational.com)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

As novidades não param por aí

Conforme prometido, além de todas as novidades que apresentamos nos informativos eletrônicos "Em Tempo Real", enviados diretamente da PackExpo, em Chicago, e do Emballage, em Paris, selecionamos mais algumas novidades apresentadas nestes dois mega shows realizados no final de 2006.

Cheiro e brilho

A nova linha da Gilbreth de rótulos shrink com aroma garante uma experiência única para o consumidor no ponto-de-venda. Além da atração visual, o consumidor pode sentir o cheiro do produto. Os rótulos impressos Rub `N Smell garantem total diferenciação ao produto. A empresa também oferece uma opção de filme shrink fosforescente; os rótulos mudam de cor como um arco íris uma vez que o filme interage com a luz, projetando um padrão de cores como um caleidoscópio. (www.gilbreth.com)

Filmes ecológicos

O uso do PLA (ácido poliláctico à base de milho) em filmes já está consolidado entre a maioria dos convertedores norte-americanos. Boa parte deles está convertendo o novo EarthFirst, da Nature Works. A Gilbreth usa o material para produzir rótulos shrink de alta performance e rótulos tamper evident. O mesmo tipo de rótulo é oferecido pela Seal-it e pela Poly Pack. Ambas garantem que o rótulo PLA tem excelente printabilidade e maquinabilidade. O filme PLA EarthFirst foi desenvolvido pela Plastic Suppliers em 2004 e testado em uma grande variedade de aplicações de embalagem, como janelas de sacos, bolsas laminadas, lids e filmes shrink. (www.natureworks.com; www.polypack.com; www.sealitinc.com)

Alternativa para água

A Ampac Flexibles lançou o PureFlex™, uma nova estrutura para stand-up pouch para água e outras bebidas sensíveis a aroma e sabor. Trata-se de uma estrutura de sete ou nove camadas com camadas de selante organoléptico, nylon e uma camada opcional de EVOH que garante barreira adicional ao oxigênio. O nylon aumenta a resistência estrutural e age como bnarreira a odor. Os pouches PureFlex™ são oferecidos em diferentes formatos e tamanhos – 175 ml a 1 litro – com opções de bocais e tampas que aumentam a conveniência e funcionalidade. (www.ampac.com)

Perfuração precisa

A principal inovação na embalagem Pull Pack, desenvolvida pela Sigpack Systems, empresa do grupo Bosch Packaging Technology, é a perfuração que garante um sistema easy open. O consumidor simplesmente segura uma das partes da embalagem e puxa a parte menor; esta puxada pode ser feita com a boca, no caso de pessoas que estejam como um das mãos ocupadas. Por esta conveniência a embalagem foca o mercado barras nutricionais, muito consumidas por esportistas. A embalagem recebeu o prêmio Best Sales Packaging do Instituto Alemão de Embalagem. (www.bosch.com)

Pouch com sabores

A febre da customização atingiu as bebidas, pelos menos nos EUA. Por isso a Choice Pack patentou a Ipifini para produzir um stand-up pouch realmente revolucionário. A embalagem possui compartimentos onde são colocados os diversos sabores da bebida (normalmente água). Desta forma, o consumidor pode escolher o sabor desejado ou criar uma bebida tutifruti. Além da conveniência, o outro apelo reside na redução de números de SKUs. (www.choicepack.com)

Frescor a olho nu

A nova etiqueta OnVu é ideal para ser aplicada sobre filmes plásticos em embalagens de produtos frescos que necessitem de indicadores de tempo/temperatura que demonstrem seu grau de frescor e validade. Para ser ativado, este novo detector de temperatura deve ser exposto a uma fonte de luz UV. O pigmento fotocromático no centro da etiqueta muda instantaneamente para a cor azul e o "relógio" começa a funcionar. Cada etiqueta é calibrada para um tempo de vida de prateleira e condições ideais de armazenagem. (www.onvu.com)

Sleever em Braille

Para atender à nova legislação européia, a Sleever International lançou a solução Sleever Braille que, como o próprio nome sugere, implica em um rótulo sleeve com aplicação de linguagem braille. O segredo da inovação está na tecnologia de marcação dos caracteres que garante sua legibilidade e durabilidade mesmo em condições abrasivas. O resultado final também foi possível graças à combinação de um novo método de encolhimento do rótulo com a aplicação de um verniz transparente; ambos visam preservar os "pontinhos" salientes. (www.sleever.com)

Facilidade de uso

A EasyPack Solutions apresentou uma nova embalagem flexível, monodose, que objetiva substituir sachês, tubos e garrafas. A EasyNap é oferecida nos volumes de 2 a 20 ml com um exclusivo sistema de abertura e uso do produto: basta pressionar as duas pontas da embalagem com dois dedos que o meio da embalagem se rompe possibilitando o uso do produto como se existisse um bico dosador. A embalagem visa atingir os mercados de catchup, maionese, molhos em geral, shampoos e cremes. A produtividade do equipamento chega a 250 embalagens/minuto no tamanho menor e cerca de 100 unidades/minuto no tamanho maior. (www.easypacksolutions.com).

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Medição de cor sem contato

A Facts Inc, em parceria com a X-Rite Inc, lançou um sistema de medição de cores sem contato, específico para extrusão de plásticos. O sistema VeriColor Spectro baseia-se em uma tecnologia on-line que utiliza um espectrofotômetro para medir e identificar a cor, ajustando-a aos padrões pré-estabelecidos. (www.facts-inc.com)

Especial para agricultura

A Reifenhäuser desenvolveu para um cliente na Espanha uma linha de sopro com 35 metros de altura para filmes de 3 camadas específicos para agricultura. Esta é a maior linha já produzida pela empresa e sua capacidade de produção é de 2.220 Kg/hora de filmes com largura que varia de 0,080 a 0,200 mm. (www.reifenhauser.com)

Fim dos ajustes de velocidade

Acabaram os problemas dos fabricantes de filmes que tinham que ajustar a velocidade da sopradora ao trabalharem, em linha, com impressoras, laminadoras ou outros equipamentos de velocidade maior. A Addex desenvolveu um flattener, com orientação de direção, que aquece o filme e retira as imperfeições causadas pelo colapso e pelas variações de espessura e temperatura. (www.addexinc.com)

Simplicidade na mudança de espessura

Com o simples aperto de um botão, o novo sistema desenvolvido pela Breyer ajusta automaticamente o gap na calandra que aparece quando é feita a mudança da espessura do filme. O sistema também aumenta a velocidade e a precisão da linha e facilita a vida do operador. (www.breyer-extr.com)

Revolução em extrusão

Esta é a proposta da extrusora de rosca única BEX1-75-34 produzida pela Battenfeld. Ela pode atingir uma produção de 2.000 Kg/hora com poliestireno de alto impacto (HIPS) e polipropileno (PP). O diâmetro da rosca é de 75 mm e o equipamento consome menos energia e cerca de 25% menos resina. (www.bex.battenfeld.com)

Flexibilidade de tamanhos

A Windmöller & Hölscher lançou um equipamento para formar bolsas com a troca de serviço mais rápida do mercado e uma grande flexibilidade de tamanhos de bolsas. A Matador NG pode produzir bolsas com larguras que variam de 60 a 380 mm, comprimentos que variam de 160 a 760 mm e reforços laterais que medem 70 ou 80 mm. O equipamento também possui um sistema de armazenamento de serviços que guarda todos os parâmetros da bolsa, funcionando como um arquivo de serviços antigos. (www.wuh-lengerich.de)

Economia em zipper

A Zip-Pak, em parceria com a Tokyo Automatic Machinery Works (TAM), criou um equipamento vertical form/fill/seal para a produção de embalagens pillow (almofada) com zipper. Instalada na japonesa FryStar, produtora de croutons, o equipamento gerou uma economia de 30% em cinco meses se comparado ao sistema de bolsas pré-formadas. (www.zippak.com)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Conveniência continua sendo o foco das empresas vencedoras

Esta foi a principal conclusão extraída do prêmio Flexible Packaging Achievement Awards 2006, promovido pela Flexible Packaging Association dos Estados Unidos. A seguir, confira algumas embalagens vencedoras.

Formato ergonômico

A Ampac Flexibles criou um stand-up pouch para o isotônico Gleukos cujo formato, além de lembrar um corpo bem delineado, melhora consideravelmente a pega da embalagem. A embalagem é dotada ainda de um bico/válvula dosadora que facilita o uso do produto mesmo em movimento. (www.ampaconline.com)

Embalagem auto-ventilada

É a proposta do stand-up pouch da Amcor Flexibles, desenvolvido para vegetais que cozinham no micro-ondas. O sistema de ventilação elimina, gradualmente, o vapor gerado durante o cozimento do alimento. (www.amcor-flexibles.com)

Novidade para granulados

Esta embalagem criada pela Flex Pack é ideal para o uso doméstico com produtos granulados que precisem ser distribuídos em áreas pequenas e médias, como sabão em pó e fertilizantes. (www.flexpackusa.com)

Embalagem múltipla a vácuo

O sistema, desenvolvido pela Cryovac, possibilita o envase, a vácuo, de vários pedaços de frango resfriado. Ele se baseia em um cilindro de material barreira que cria embalagens múltiplas com pedaços de produto embalados individualmente. (www.sealedair.com)

Lata flexível

Foi a embalagem criada pela Amcor para a linha de amendoins Kims Polly. O pouch de 350 gramas tem um design exclusivo cuja abertura se assemelha a de uma lata; ele também é refechável. (www.amcor-flexibles.com)

Bag inteligente

O iBag da Cryovac utiliza a revolucionária tecnologia de informação InfoWrap que identifica o produto durante todo o seu ciclo de vida. Todas as informações são facilmente escaneadas durante as diversas etapas de armazenagem e distribuição do produto.

(www.sealedair.com)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Inovando na categoria I – higiene pessoal

Pouco comum no segmento de produtos para higiene pessoal, o stand-up pouch começa a surgir como uma opção para inovar a linguagem da categoria. Este foi o caso da embalagem criada pela Flex-America para o produto Navratan – Óleo Capilar. Esta embalagem é considerada extremamente amiga do consumidor por facilitar o uso do produto sem vazamentos ou desperdício. A impressão em rotogravura também garantiu grande apelo visual. Ela substitui uma embalagem plástica rígida convencional, com considerável redução de custos. (www.flexpack.org)

Inovando na categoria II – calçados

Outra novidade é o uso de embalagens plásticas flexíveis para sapatos. Este projeto foi desenvolvido pela Universidade de Wiscosin-Stout. A grande vantagem é permitir que o consumidor visualize o produto sem a necessidade de abrir e fechar caixas até encontrar o modelo e tamanho certos. Internamente, a embalagem conta com um suporte rígido que garante a estabilidade do calçado. (www.flexpack.org)

Indicação microbiológica

Ainda na Universidade de Wiscosin-Stout foi criado um pouch que ajuda a detectar a contaminação microbiológica. Ele possui um detector de micróbios que avisa sobre a contaminação através da mudança de cor. (www.flexpack.org)

Novo formato

A embalagem criada pela agência Bill Witte & Robert Ormsbee e produzida pela Exopack para a linha de desodorizante para banheiros da J&J Chemical garante uma embalagem de formato bem mais flexível e diferenciado para uma categoria de produtos acostumada com os tradicionais cartuchos de papel e de cartão. O grafismo atraente é garantindo pela impressão na camada externa de poliéster metalizado; a embalagem conta ainda com um forte elemento de conveniência, o zipper. Cada pastilha vem embalada em um filme solúvel em água que evita que o consumidor tenha qualquer contato com o produto. (www.flexpack.org)

Novo grade de PP

A Borealis lançou um novo grade do filme de polipropileno (PP) Borpact que combina boa resistência a baixas temperaturas, boa resistência ao calor e fortes propriedades óticas. O Borpact BC914TF é um copolímero heterofásico para os processos de termoformagem, cast e sopro. Ideal para embalagens de alimentos, pouches, filmes de selagem peelable, bem como bandejas para carne e frutas com MAP (atmosfera modificada), uma área na qual o polipropileno tinha pouca penetração. (www.borealisgroup.com)

Sistema easy open

A japonesa Komatsu desenvolveu um sistema easy open para embalagens plásticas flexíveis, o Epack, com selagem hermética, inclusive para produtos líquidos. Sua estrutura suporta baixas temperaturas (freezer) e altas temperaturas (cozimento). Outra vantagem é que o formato final do produto, no caso de alimentos, pode ser dado dentro da própria embalagem. (www.komack.co.jp)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Nesta edição, apresentamos mais algumas embalagens que participaram da Vitrine de Inovação 2005, promovida pela FPA (Associação de Embalagens Flexíveis) dos EUA. Informações sobre as empresas ou embalagens citadas no site www.flexpack.org .

Conveniência no manuseio

A Exopack desenvolveu para a Cargill uma embalagem para sal cujo principal diferencial são as alças nas duas pontas. O fato do consumidor poder segurar a embalagem por qualquer um dos lados garante conveniência nas etapas de transporte e manuseio do produto.

Selagem hermética

O filme FC 805 da Cryovac foi usado pela Sealed Air Corporation para criar uma nova embalagem para frangos resfriados com alto índice de encolhimento, selagem hermética a vácuo e que elimina qualquer possibilidade de vazamento de líquidos. A embalagem também é altamente resistente à punctura e à abrasão, sem contar que não prejudica o visual do produto.

Formato diferenciado

O stand-up pouch criado pela Exopack dá ao segmento de bronzeadores para a pele um fôlego novo, ao substituir as embalagens rígidas convencionais. Além do formato diferenciado e do bico aplicador com tampa, o polipropileno com acabamento matte garante um forte impacto dos grafismos. O formato único é exclusivo para a marca.

Café easy-open

A embalagem easy-peel para o Don Café, produzida pela CLP Industries, introduz o conceito de easy-open no segmento de cafés, mantendo a integridade da barreira à luz, oxigênio e vapor de água exigida pelo produto. Para acionar o sistema de abertura, basta apertar a embalagem e puxar a lingüeta na superfície frontal.

Flexibilidade para pipocas

A embalagem da Exopack é uma nova opção em formato para os fabricantes de pipocas prontas, acostumados com embalagens de plástico rígido e de cartão. O pouch possui uma camada interna de poliéster metalizado que acaba impactando no grafismo externo, além de proteger o conteúdo. O resultado final é a aparência de um "produto gourmet". A embalagem conta ainda com um sistema de zipper que garante conveniência para o consumidor.

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Anualmente, a FPA (Associação de Embalagens Flexíveis) dos EUA premia as melhores criações do setor. Apresentamos alguns dos vencedores de 2005. Mais informações sobre as empresas e seus desenvolvimento no site www.flexpack.com.

Perfuração inteligente

A embalagem para diálise Microperf é feita com um filme copolímero de polietileno de 3 mm perfurado com precisão; a perfuração precisa garante controle da porosidade e conseqüente eficiência da esterilização. O filme perfurado também oferece excelente durabilidade. Como a perfuração é reproduzível, a operação pôde ser automatizada com uma máquina form/fill/seal horizontal. (Rollprint Packaging)

Baterias plásticas

Esta tecnologia resultou em uma embalagem flexível, leve, segura e barata. Por estas características ela foi adotada pelos militares para substituir as baterias convencionais; a embalagem é a própria bateria, contendo os seus componentes. Com isto, foram substituídas as pesadas baterias convencionais, metálicas. O material permite ainda a selagem direta das células de polarização. (Pliant Corporation)

Pouch sprayer

Esta é a primeira embalagem para inseticida do gênero nos EUA. O bocal com gatilho possibilita o uso spray do produto. Como ele é bastante agressivo, no momento do uso o pouch deve ser cheio com água para ativar os ingredientes do produto. (Kapak Company LLC)

Especial para esterilização

O novo material permite a permeação de gases de esterilização como vapor, enquanto age como uma barreira à penetração de bactérias. A camada do meio é um coextrudado de base polipropileno, perfurado para ser permeável e contém uma selagem única, auto-clavável. A camada externa é uma laminação de nylon e polipropileno, bastante transparente e resistente. (Alcan Packaging)

Conveniente e easy-open

A embalagem se destaca pelo dispositivo de abertura na lateral. Esta tecnologia elimina o risco de danificar a embalagem interna quando se abre o pouch externo. A alça também é um projeto único por ser super reforçada. Outro aspecto impactante na embalagem é a impressão de alta qualidade e definição que aumenta a diferenciação do produto no ponto-de-venda. (Curwood)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Alta Tecnologia

Considerado um dos mercados mais promissores para as embalagens flexíveis, especialmente os stand-up pouch, os Estados Unidos sediaram mais uma edição da PackExpo, desta vez em Las Vegas. Destacamos a seguir algumas novidades apresentadas nesta feira que já é considerada a principal da costa oeste norte-americana.

Destilado em sleeve

Uma das sensações em destilados do mercado norte-americano é a nova garrafa do aperitivo à base de canela Fire Water. O rótulo encolhível sleeve que cobre todo o corpo da garrafa foi escolhido para dar reconhecimento à marca, criar um produto "brilhante" e chamar a atenção do consumidor. O rótulo é impresso em sete cores, em rotogravura; ele substituiu o revestimento em pó usado anteriormente com sensível redução de custos e ganho de eficiência na linha, uma vez que o processo de revestimento era terceirizado. O rótulo foi premiado pela Associação de Rotogravura de Embalagem e Rótulo. (SleeveCo – EUA – www.sleeveco.com)

Zipper para grandes embalagens

O aplicador de zipper Newton 400 é uma máquina vertical de form-fill-seal com uma tecnologia única de aplicação em embalagens grandes. Ela é especialmente indicada para o mercado de pet food e roda a uma velocidade de 45 embalagens/minuto com os dispositivos de slider zipper e de perfuração easy-open. (UVA Packaging – EUA – www.uvapackaging.com)

Rótulos vibrantes

Os novos rótulos encolhíveis de PVC, adotados pela fabricante de molhos para salada Stallone, dos EUA, garantem uma total diferenciação do produto no ponto-de-venda. Eles são impressos em 10 cores especiais e vibrantes, pelo processo de rotogravura. O rótulo combina ainda um selo tamper evident com uma perfuração horizontal. Quando a perfuração é rompida, o selo é removido, mas o rótulo mantém-se na garrafa de vidro. Os rótulos podem ser aplicados por equipamentos automáticos. (Seal-it – EUA – www.sealitinc.com)

Inovação para microondas

A nova tecnologia de auto-ventilação para cozimento a vapor em fornos de microondas baseia-se em um filme que se expande e permite que os micro poros se abram e ventilem o excesso de pressão. Este processo de "respiração" permite a liberação do vapor sem a ruptura do filme.

O sistema está disponível para embalagens flat, stand-up, pouches com zipper ou em bobina. A tecnologia permite o cozimento mais rápido dos alimentos, economizando energia e eliminando a necessidade de limpeza do forno. O filme também tem propriedades mais eficientes de proteção do produto na prateleira, no freezer ou na geladeira e sua selagem é compatível com a maioria das outras embalagens. (Quick Wave – EUA – www.quickwaveintl.com)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Por ocasião da Interpack, a FEDES (Federação Européia da Indústria de Embalagens Flexíveis) apresentou os vencedores do Packaging Stars 2005. Os 35 participantes em três categorias desvendaram algumas tendências importantes para o setor: inovação em design, redução do uso de material com aumento de propriedades barreira, embalagens mais ecológicas e aumento da qualidade de impressão, substituição do papel e do plástico por materiais compostos e o uso intensivo de materiais biodegradáveis e da tecnologia RFID (identificação por rádio freqüência). A cerimônia de entrega dos prêmios acontecerá no dia 20 de outubro em Milão, Itália.

Sleeve para garrafas

O valor destas embalagens está na inovação e originalidade do design. A impressão também cria uma comunicação convincente e uma forte identificação do produto no ponto-de-venda. O rótulo tem ainda uma função de proteção, garantindo maior resistência à garrafa de vidro cuja espessura foi reduzida. (Sleever International – França – www.sleever.com)

Inovação em fraldas

A tecnologia de impressão garante um visual impressionante apesar da largura da embalagem, garantindo identidade à marca e atraindo o consumidor. O design gráfico também foi muito bem adaptado ao tamanho do produto; a largura especial representa um grande desafio nesta tecnologia (Nordenia – Alemanha – www.nordenia.de)

Frios com comunicação

O diferencial desta embalagem para frios está no forte apelo do design gráfico, garantido pela impressão de alta qualidade nasa duas faces da embalagem (Gerosa – Itália – www.gerosagroup.com)

Remédios invioláveis

A inovação deste blister reside na fita com holografia aplicada em sua estrutura; ela é uma ferramenta poderosa contra violação/pirataria da embalagem. Outra inovação é que a holografia não compromete as propriedades barreira da estrutura. (CH-Perlen Converting – Alemanha – www.chperlen.de)

Diversificação para os cabelos

Esta linha de pouch para produtos capilares incorpora inovações em material e em design. O efeito perolado e de semi-transparência permite uma rápida identificação do produto enquanto o sistema de tampa e de alça garante total funcionalidade. Outro fator importante é que a embalagem é totalmente esvaziada, facilmente. Um bom exemplo de como uma embalagem flexível pode substituir um frasco rígido. (Bischof + Klein – Alemanha – www.bischof-und-klein.de)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Rótulos auto-adesivos merecem atenção

Os transformadores de filmes flexíveis devem estar atentos a uma nova realidade: a ascensão dos rótulos auto-adesivos. Além de agregar valor ao produto, estes rótulos garantem uma margem mais interessante para o transformador.

A seguir selecionamos alguns rótulos auto-adesivos premiados pela FINAT, associação mundial do setor, criada em 1958 na França; hoje sua sede está na Holanda. Estes exemplos nos dão uma visão mais clara das tendências que nortearão esta área de embalagem.

Outras novidades em rótulos auto-adesivos podem ser conhecidas no site da FINAT _ www.finat.com.

Queijo de rei

Além de ter uma forma totalmente inovadora, a embalagem do queijo ralado Parmigiano Reggiano foi valorizada com a aplicação do rótulo auto-adesivo produzido pela suíça Bandifix AG inclusive, com aplicação de hot stamping dourado. Este rótulo foi premiado na categoria "Produtos Alimentícios".

Impressão combinada

O rótulo da linha de produtos para tratamento capilar da Nívea foi premiado na categoria "Combinação de Tecnologias de Impressão". Outro ponto alto é o fato do filme plástico acompanhar as formas do frasco e garantir a transparência necessária para que o consumidor visualize o produto. O rótulo também conta com hot stamping na cor prata.

Substrato plástico

A decoração da embalagem do frango pronto só foi possível graças ao uso de um filme plástico como substrato para a aplicação do rótulo auto-adesivo. A combinação rendeu o prêmio na categoria "Produtos Alimentícios".

Blister inteligente

A face posterior deste blister foi impressa, pela alemã Schreiner GmbH & Co KG, com tinta prata condutora. Esta tinta faz com que umcircuito elétrico seja ativado quando uma pílula é removida; a hora da retirada fica gravada. Com essa informação, pode-se identificar quando e quantas pílulas foram tomadas pelo paciente. O substrato é uma chapa de PET.

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Esta seção apresenta algumas novidades garimpadas na K 2004. Outras inovações foram publicadas nas quatro edições do "K Em Tempo Real", boletim eletrônico enviado aos associados da ABIEF durante o evento e que pode ser acessado pelo site www.abief.com.br.

Filmes multicoloridos

A tecnologia de extrusão de filmes multicoloridos está consolidada. A Avdat apresentou sua nova máquina para produção de filmes para agricultura e uso industrial e comercial. Trata-se de uma coextrusora que trabalha com até três cores diferentes. (Avdat – Israel – www.avdat.co.il)

Filme controlado

O Auto-Grader é um equipamento de medição que determina, continuamente, o índice de fluidez, a pureza do filme, sua transparência e, como opcional, sua densidade. Isto tudo em segundos, on-line com a produção de polímeros. Ele utiliza um software Windows que possibilita a visualização de todas as medições de forma numérica ou gráfica. (Brabender – Alemanha – www.brabender.com)

Adesão perfeita

Orevac 18370 é uma poliolefina que garante a perfeita adesão entre a folha de metal e o polipropileno. Este grade é particularmente adequado à produção de filmes multicamadas laminados, metalizados, usados em embalagens flexíveis para alimentos como barras de chocolate, biscoitos, etc. Sua adesão é 5 a 10 vezes maior que a das poliolefinas padrão. (Arkema – França – www.arkemagroup.com)

Nova geração de controladores

O sistema Italycs garante um controle integrado de todos os componentes críticos de uma linha de sopro de filme. Ele oferece monitoramento da temperatura e controle da temperatura, da velocidade da linha e da tabela de oscilação. A tela pode trabalhar com sistema métrico, em inglês ou outros idiomas; também pode ser usado em linhas de 3 ou 5 a 10 camadas. (Brampton Engineering – Canadá – www.be-ca.com)

Estado da arte em testes

O programa de extrusão de rosca Brabender, para laboratórios de teste, tem uma grande gama de aplicações, aliada a um baixo custo de expansão para diferentes tarefas do processo, desde o desenvolvimento do material até a produção em pequena escala de folhas e filmes. (Brabender – Alemanha – www.brabender.com)

Filme que respira

A Chia Chang apresentou com exclusividade a nova linha automática para extrusão de filmes de PE que respiram, usados na produção de fraldas e máscaras. O filme possui uma cobertura única que garante a ventilação através de micro-poros. O novo equipamento utiliza uma tela para troca automática de serviços projetada pela alemã Gneuss; ele também inclui uma impressora in-line de duas cores. A linha está disponível em diversas configurações, de acordo com as necessidades de produção. (Chia Cahng – Taiwan – www.chiachang.com.tw)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Nova tecnologia de absorção

A Multisorb Technologies lançou um novo absorvedor de oxigênio, o FreshMax™, que melhora a qualidade do alimento embalado, prolongando sua vida útil; ele também ajuda a manter o sabor e a cor do alimento. Um diferencial é o fato de ser auto-adesivo, podendo ser aplicado pela maioria das rotuladoras disponíveis no mercado na superfície interna da embalagem. A capacidade de absorção do FreshMax varia de 5 cc a 25 cc e ele é fornecido em bobinas ou em folhas, para alimentação automática. (www.multisorb.com)

Filme para produtos alcalinos

A MonoSol LLC introduziu o M-3030, um novo filme PVOH, solúvel em água, ideal para sabão em pó. O filme foi especificamente desenvolvido para o uso com produtos alcalinos agressivos, oferecendo solubilidade mais rápida e preço mais competitivo. Ele pode ser usado com produtos alcalinos com pH superior a 14, incluindo formulações que contenham hidróxido de sódio. Ele está disponível em espessuras de 1 a 1,2 mm e largura superior a 54 polegadas. (www.monosol.com)

Fitilho com mensagens

O primeiro fitilho de 6 mm de espessura, impresso dos dois lados, foi desenvolvido pela PP Payne e possibilitou à Kraft da Venezuela lançar um novo e criativo canal de comunicação com seus consumidores. Duas de suas principais marcas de biscoitos comercializadas em embalagens individuais, Kraker Bran e Hony Bran, passaram a divulgar quase 300 diferentes dicas referentes à saúde e aos bons hábitos alimentares.

As mensagens do fitilho refletem a preocupação do fabricante em associar seu produto à saúde, uma forte tendência nos principais mercados mundiais. Ele também é visto como uma poderosa ferramenta de fidelização do consumidor, especialmente para as indústrias de alimentos e produtos farmacêuticos.

(www.pppayne.com)

Lacres mais seguros

A CMY trouxe para o Brasil um novo filme de poliestireno delaminável para ser usado em etiquetas e lacres de segurança; o objetivo é combater a pirataria e inibir as violações de embalagens. O material, fabricado pela italiana Ritrama, possui um mecanismo que provoca a sua autodestruição em caso de tentativa de violação.

Outras importantes características são o baixo custo; a possibilidade de ser impresso em flexografia, serigrafia e impressão térmica; e a ótima resistência a produtos químicos (óleos, detergentes e abrasivos). Ele possui ainda um adesivo acrílico, à base de água, de altíssimo poder de adesão mesmo em superfícies de baixa energia como PE e PP. (www.cmy.com.br)

Zipper revolucionário

A Zip-Pak acaba de desenvolver um zipper especial que acompanha a alta velocidade das linhas de produção e envase. Ele é ideal para ser aplicado em máquinas como as novas corte e solda da norte-americana R.A Jones & Company, que incorporam a tecnologia de selagem rotativa. O sistema chega a atingir a velocidade das linhas de envase de embalagens rígidas. (www.rajones.com)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Uma prova de que as embalagens plásticas flexíveis estão realmente em alta foi dada durante o Flexible Packaging Innovation Showcase 2004, organizado pela FPA (Flexible Packaging Association), dos Estados Unidos. Das 85 embalagens escolhidas pela Associação, selecionamos 8 para publicar nesta edição. Confira.

Flexografia melhorada

A embalagem stand-up pouch do arroz Ajinomoto utiliza um novo processo de produção da chapa que melhora a reprodução flexográfica, garantindo maior qualidade à impressão reversa. A nova tecnologia resulta em uma maior clareza da imagem, cores mais vivas e densidades mais altas. Ela foi produzida pela American Packaging Corporation, Divisão FP&L.

Mais formas e cores

A CLP Industries está produzindo para a Mr. Sweet um pouch com formato que é enriquecido pela impressão reversa, luminosa, de 8 cores em rotogravura. O formato diferenciado ajuda a manter as propriedades do produto (doces).

Porção individual

Esta embalagem de snack desenvolvida pela Bemis Converter Films para a Carl Budding & Company se diferencia pela conveniência. Embora o consumidor leve para casa um conjunto de quatro itens, ele pode consumi-los separadamente. Trata-se de uma estrutura multicamadas de nylon coextrudado/poliéster que garante propriedades como total achatamento da embalagem, alta transparência e excelente espessura dos cantos, fundamental para a separação das porções individuais.

Frutas frescas e portáteis

O conceito de portabilidade chegou ao mercado de frutas e legumes. Por isso a North State Flexibles desenvolveu para a Premier Fruit and Vegetable a embalagem Carry-Fresh que além de oferecer conveniência para o consumidor (fácil de carregar), causa um forte impacto no ponto-de-venda. O filme impresso combina polipropileno com uma blenda especialmente formulada de polietileno metaloceno que garante máxima resistência.

Batom flexível

Criada para funcionar como amostra grátis, a embalagem da American Packaging Corporation foi incorporada à linha de produtos da Orlandi. Ou seja, o mercado já conta com uma nova solução para embalagem de batom: um filme laminado especialmente projetado para manter as características do produto e protege-lo de qualquer contaminação. A utilização é fácil: basta remover a capa de proteção e pressionar o filme contra os lábios.

Decoração floral

Para mostrar seu comprometimento com o meio ambiente, a Highland Supply Corporation criou uma embalagem específica para vasos de plantas. O filme é impresso com tintas a base de água que contêm menos de 0,70% de componentes orgânicos voláteis prejudiciais à natureza. A empresa está se especializando em projetos com características ambientais.

Filme cooler

A Pactech desenvolveu o Insul-Pouch um substituto ideal, com vantagens de custo, para as embalagens rígidas de EPS, que mantem os produtos resfriados. A nova embalagem criada para a CVS Pro Care Pharmacy reduz o peso em 50% e utiliza 80% menos espaço que os coolers rígidos. A embalagem é oferecida com tamper evident e ziper, e é fácil de ser envasada.

Higienização total

O filme antimicrobiano da Honeywell Specialty Products tem como base um nylon orientado cast. O segredo está na camada externa, uma blenda de agentes antimicrobianos que garantem as propriedades fungicida e bactericida. O novo filme está sendo usado pela J. P. Lamborn Co.

Informações sobre as empresas e desenvolvimentos citados podem ser solicitadas pelo site www.flexpack.org

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Embalagem com aroma e sabor

A ScentSational Technologies está adicionando aroma e sabor às embalagens com sua nova tecnologia CompelAroma, já aprovada pela FDA, dos Estados Unidos. A tecnologia permite a liberação gradativa e uniforme de aromas durante a vida de prateleira da embalagem ou quando ela é aberta. Um bom exemplo é o do aquecimento em forno de microondas. A tecnologia CompelAroma possibilita liberar níveis altos de aroma enquanto o produto está no forno, dando mais sabor à preparação de alimentos prontos e agregando valor à categoria fast food. (www.scentsational.com)

Pouches I _ inovação em cabelo

A Wella já adotou os pouches produzidos pela alemã Bischof + Klein para sua linha de produtos para tratamento capilar Hair Games. Além da tampa exclusiva, outro diferencial do sistema é sua apresentação no ponto-de-venda: uma gancheira que possibilita que o produto fique em total evidência. O filme da embalagem também é especial e possui um toque acetinado. (www.bischof-und-klein.de)

Pouches II _ um passo à frente

A FMC Food Tech alerta que os principais requisitos que devem ser atendidos pela novas embalagens pouch retortable (esterilizáveis) são: distribuição igualitária da temperatura no interior do esterilizador; controle rigoroso do momento e da intensidade da contrapressão; registros confiáveis do produto; e uma receita com no mínimo 7 patamares de temperatura versus pressão. (www.fmcfoodtech.com)

Novidade em biodegradável

A especialista Novamont, detentora da marca de biodegradáveis Mater-Bi, foi a primeira do mundo a lançar uma malha flexível biodegradável para embalagens de frutas e legumes. A inovação já foi adotada por quatro redes de supermercados britânicas, incluindo a Tesco e Sainsbury´s. (www.materbi.com)

Sleeve ultra-fino

A Sleever International saiu mais uma vez à frente e lançou um filme para rótulo sleeve, de PET, de 40 micra. O principal diferencial é a excelente performance do material em linhas para vidro de altíssima velocidade. Este filme também reage bem ao encolhimento por vapor e pode ser impresso pelo processo de rotogravura em até 10 cores. O novo sleeve já foi adotado pela Knorr em sua linha de sopas com baixo teor de gordura. (www.sleever.com)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Filme para detergente em pó

A MonoSol LLC (EUA) desenvolveu um novo filme solúvel em água, o M-3030, à base de PVOH, que é ideal para embalagens de detergente em pó. Ele foi especialmente criado para o uso com produtos alcalinos quimicamente agressivos, com pH superior a 14 e em formulações que contenham hidróxido de sódio; mesmo nestas condições ele garante uma excelente solubilidade e um custo competitivo. O novo filme já está sendo usado em embalagens de dose única de detergentes em pó concentrados para uso industrial e doméstico.

A vantagem do produto concentrado, nesta embalagem, é o aumento do volume da produção e a redução do tamanho da embalagem secundária, diminuindo o impacto ambiental e os custos de transporte. O filme M-3030 é oferecido em espessuras que variam de 1 a 1,2 milímetros e larguras de 54 polegadas. (www.monosol.com)

Etiquetas inteligentes

A NJM/CLI (EUA) criou uma nova impressora/aplicadora de etiquetas inteligentes que funcionam por rádio freqüência (RFID). O modelo 400 foi projetado para trabalhar com a próxima geração de etiquetas inteligentes e por isso mesmo possui um alto grau de versatilidade e confiabilidade; sua velocidade pode chegar a 50 etiquetas/minuto. O equipamento possui um ferramental exclusivo que garante a repetibilidade do serviço e a conseqüente manutenção dos registros, sem a necessidade de intervenção do operador. Além disso, a manutenção é reduzida e a eficiência da produção é maior. (www.njmcli.com)

Rotulagem mais eficiente

O sistema de rotulagem Marathon SL, da B&H Labeling Systems (Reino Unido), possui o exclusivo SMARTdrive™, um servomotor multiaxial simples, de fácil operação e alta confiabilidade, ideal para máquinas rotativas complexas. Ele é construído em uma plataforma modular; a velocidade de rotulagem varia de 50 a 250 embalagens/minuto. O SMARTdrive utiliza servomotores independentes que se comunicam digitalmente, sincronizando as operações de rotulagem. O sistema garante perdas inferiores a 0,05%. (www.bhlabeling.com)

Sacolas mais resistentes

A Ipiranga Petroquímica lançou no Brasil o Maxi Film, uma resina que aumenta em até 50% a resistência das sacolas plásticas usadas em supermercados. O ponto alto da nova resina é que o aumento da resistência não está ligado ao aumento da espessura do filme. O novo material ajudará os convertedores de sacolas a se adequarem aos padrões de qualidade e resistência exigidos pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). (www.ipiranga.com.br)

Tinta otimizada

Considerada uma das líderes no fornecimento de tintas de alta qualidade para codificação, a InkJet (EUA) está colocando no mercado a nova tinta preta 82. O seu custo é 20% a 30% inferior ao das tintas concorrentes e a qualidade da impressão nas embalagens é bem superior. O tempo de secagem é outro diferencial: um a dois segundos dependendo do substrato e da temperatura ambiente. (www.inkjetinc.com)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Sensor compacto

O novo sensor ultra-sônico compacto S18U, para verificação de embalagens flexíveis, garante um ajuste rápido e permite o ajuste de cada feixe ultra-sônico individualmente, reduzindo os efeitos da variação e, consequentemente, garantindo uma maior precisão. Ele pode ser usado na verificação de filmes opacos ou translúcidos numa variação de 30 mm a 300 mm. (RET Automation Controls - África do Sul - +27 011 453-2468)

Embalagens que respiram

A nova linha de embalagens "respiráveis" Fresh-Plus é composta por bandejas seladas com um filme perfurado especial que mantém um equilíbrio natural com a atmosfera modificada, especialmente para frutas e vegetais frescos. Esta embalagem permite que estes alimentos continuem a respirar após a colheita, consumindo oxigênio e liberando dióxido de carbono.

As perfurações do filme são pequenas o que possibilita regular a quantidade de oxigênio que o permeia, mantendo a mistura de gás dentro da embalagem. Trata-se de um filme à base de polipropileno orientado, revestido e laminado, que já está sendo usado com sucesso na Europa para embalar brócolis, milho e banana. O próximo desenvolvimento é para embalar chicória. (Freshflex - Holanda - www.freshflex.com )

Papel plástico

O Dura-Flex Supalite é um papel plástico produzido a partir de polipropileno com baixo peso específico, alta rigidez e boa opacidade. Ele também é reciclável, mais resistente que o papel de celulose e mais leve. Por estas características, quando usado em embalagens, ele dispensa o uso de revestimentos de proteção, ou aditivos que o tornem mais resistentes à umidade, ou ainda laminações que garantam propriedades especiais. De modo geral ele combina as melhores características do plástico - resistência à água, durabilidade e resistência a rasgos - com a boa printabilidade do papel.

(Intertrade Packaging - Reino Unido - Sales@Intertrade-Packaging.com )

Fechamento para sacos plásticos

A holandesa TwinSeal Systems BV adquiriu a patente do "InnoSealer", um sistema único de fechamento de sacos plásticos que utiliza uma combinação de fita adesiva e papel que possibilita ao consumidor abrir e refechar facilmente a embalagem.

Este sistema tem mais vantagens que os convencionais. Além de garantir uma maior vida de prateleira ao produto e tornar a embalagem totalmente segura para crianças, ele elimina ainda o uso de clipes metálicos ou sintéticos que podem ser acidentalmente engolidos. Cada bobina de material consegue selar cerca de 1.000 sacos plásticos. (TwinSeal Systems - Holanda - www.twinseal.com )

Inovação em zip

A nova tecnologia Reel-Zip garante maior flexibilidade na produção uma vez que permite que o zip seja colocado na embalagem ainda em bobina e não pré-formada. Além disso, a largura do zip pode ser determinada pelo cliente e não precisa ocupar, necessariamente, toda a extensão do pouch. Esta tecnologia também possibilita o uso de linhas convencionais de form-fill-seal, verticais ou horizontais.

(Kohler - África do Sul - flexct@kohler.co.za )

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Filme brilhante

A linha de filmes Propafilm OS (polipropileno biorientado), para embalagens shrink "inteligentes", garante um perfeito encolhimento com ou sem o uso de túnel de calor, mantendo ainda as propriedades de brilho e transparência da embalagem. Os filmes podem ser impressos por qualquer processo e sua resistência possibilita o uso como tamper evidence. Ele é ideal para o trabalho em linhas de embalamento de alta velocidade como as de DVDs, CDs e fitas de áudio e vídeo, além de balas e chás especiais. (UCB Films - EUA - www.films.ucb-group.com )

FFS de alta produção

A máquina de embalagem form-fill-seal Topas garante uma produção de até 2.000 sacos/hora com capacidade entre 5 a 50 Kg de produtos como resinas, fertilizantes, sal, produtos químicos semi-acabados e pós vitamínicos usados nas indústrias de alimentos, farmacêutica e de pet food. As principais regulagens do equipamento são automáticas o que facilita a troca de produtos e de filmes. (Windomöller & Hölscher - Alemanha - www.wuh-lengerich.de )

Pré-estiramento recorde

O novo filme Green Skin é um filme stretch (estirável) que permite um pré-estiramento de 300%. O seu peso por metro linear é de 14,5 gramas e ele é uma solução econômica para o embalamento de produtos quentes, úmidos, molhados, frescos e engarrafados que necessitam de ventilação, transpiração ou congelamento. (Akro Flex- Itália - www.akroflex.it )

Soluções para alimentos

Há cerca de seis meses duas novidades específicas para a indústria de alimentos foram lançadas no mercado internacional. O filme "twist cast" de polipropileno combina as propriedades do CPP como printabilidade, barreira a vapor d´água, força de selagem e brilho, com a propriedade de torção. A torção é fruto da baixa memória de elasticidade.

A segunda novidade é o filme BCF (barreira livre de cloro) com grande propriedade barreira e alta versatilidade. No passado estes resultados só eram atingidos com a combinação de vários filmes. Ele pode ser transparente, metalizado, branco ou branco metalizado. (Moplefan - Itália - www.moplefan.com )

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Fispal mostra novidades para flexíveis

Dos 1.623 expositores da Fispal Tecnologia, 1.136 eram da área de embalagem. Muitos deles apresentaram novidades para a indústria de embalagens plásticas flexíveis como veremos a seguir.

Assépticos para frutas

A bolsa plástica asséptica (bag) de alta barreira pode ser fornecida em volumes de 200 e 1000 litros e é ideal para o acondicionamento de alimentos, especialmente frutas como manga e banana que são muito sensíveis. A embalagem garante às frutas mais sensíveis uma vida de prateleira de até 1 ano; frutas mais resistentes, como o tomate e a goiaba, podem ficar estocadas por um período de até 2 anos. Toda esta barreira a gases e a oxigênio é conseguida através de filmes plásticos especiais coextrudados, laminados com PET (poliéster). Os bags podem ser fornecidos individualmente ou em bobinas para o uso em linhas automáticas de enchimento de alta produtividade.

(Embaquim - Brasil - www.embaquim.com.br )

Novas formas para flexíveis

A nova linha de embalagens flexíveis para gelatinas e sobremesas em pó Dona Benta utiliza a tecnologia block bottom laminada, com quatro soldas, cuja grande vantagem é o aumento da shelf life do produto e o aumento de sua visibilidade nos supermercados.

Já a linha stickpack, que representa uma excelente oportunidade de economia de embalagem em relação aos tradicionais sachês quatro soldas, também permite explorar conceitos valorizados pelo consumidor moderno - dose única, porta­bili­dade, fácil abertura, esvaziamento rápido e venda em doses menores.

(Dixie Toga - Brasil - www.dixietoga.com.br )

Rotulagem com velocidade

A Powersleeve Evolution III é uma aplicadora de rótulos manga (sleeve) que pode trabalhar com velocidade superior a 36 mil unidades/hora. Baseada em uma estrutura simples, a nova máquina possui um ma­ga­zi­ne alimentador de filme em bobina independente, non-stop, e aplica os rótulos em perfeita sincronia. Ela pode rotular embalagens de vidro, plástico, metal ou cartão, em formatos que variam de 20 cl a 1.500 cl. (Sleever International - França - www.sleever.com )

Filme econômico

O novo filme estirável Stretch Light é extremamente fino, super resistente e possibilita uma economia de 50% em cada palete envolvido. Durante a produção ele é pré-estirado até quase o limite de sua resistência. Sua espessura e leveza permitem ter mais que o dobro de filme por rolo. (EuroPack - Brasil - www.europack.com.br )

Produção nacionalizada

A Volpak modelo SP-220, cuja produção foi recentemente nacionalizada, é ideal para a produção de stand-up pouches para as indústrias de alimentos, bebidas, higiene e limpeza, cosméticos, farmácia e química. Ela foi projetada dentro do conceito de modu­la­ri­dade e permite a aplicação de diversos do­sadores e sistemas especiais de abertura/fechamento - zíperes, canudos internos, válvulas e tampas. Ela forma pouches de até 220 mm X 240 mm, com velocidade de 200 embalagens/minuto, podendo formar até duas embalagens por ciclo. (G.D. do Brasil - Brasil - www.gdbr.com.br)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

As melhores embalagens na visão da ExxonMobil

No final do ano passado, a norte-americana ExxonMobil divulgou as embalagens flexíveis e os rótulos vencedores de seu 16° Concurso Anual Golden Mummy e Pyramid Award.

Vencedores do Golden Mummy

Uva passa Sun-Maid – a embalagem promocional para a comemoração do Dia das Bruxas incorpora as peças do jogo na própria embalagem flexível, garantindo a visualização rápida e fácil da promoção.

Biscoitos Lance Poppers – o objetivo era criar uma embalagem que garantisse frescor e crocância aos novos biscoitos. A solução foi encontrada na combinação do filme Metalyte 50 TSPM com uma camada externa de poliéster. Além de garantir grande barreira a umidade, o filme Metalyte faz com que o consumidor perceba as características de limpeza e frescor do produto.

Sanduíches Landshire – desde sua criação, o mercado de sanduíches prontos utiliza embalagens transparentes por acreditar que o consumidor tem necessidade de enxergar o produto. Contudo, um estudo recente mostrou o contrário. Assim a Landshire decidiu reformular sua embalagem diferenciando o produto da concorrência através de grafismos em toda a sua superfície. O filme escolhido foi o Bicor® AXT que oferece brilho, luz e resistência a desgaste, além das propriedades barreira. O resultado foi um aumento de 30% nas vendas e um aumento da vida de prateleira do produto de 14 para 28 dias.

Vencedores do Pyramid Award

Sucos Mistic – o desafio era lançar o suco Mistic em uma embalagem de 64 onças sem prejudicar o tradicional visual da marca. A solução veio através do filme revestido Label-Lyte® LS 447 utilizado em um rótulo de corpo inteiro, com grande impacto visual, alta resistência a desgaste e à umidade.

Cervejas Coors Light e Coors Original – novamente a Coors saiu na frente ditando a próxima tendência em embalagem para bebidas: a substituição dos rótulos de papel pelos plásticos. O filme escolhido foi o novo Label-Lyte® 85 LP-200M, um filme de polipropileno biorientado que substitui o papel metalizado nas aplicações à base de água e cola fria.

Amaciante Suavitel – único amaciante de roupa mexicano com embalagem retangular, o Suavitel, da Colgate-Palmolive, agora tem um outro diferencial. O rótulo manga de cartão foi substituído, aumentando a eficiência do processo, por um rótulo igual feito a partir dos filmes Label-Lyte® 350 LLG-202 e Label-Lyte® 408 LLG-102; os custos da embalagem também foram reduzidos.

Remédio Vick’s Nyquil – além do impacto no ponto de venda, a Procter & Gamble buscava uma embalagem fácil de ser usada e com uma melhor relação custo-benefício. O rótulo BackPack (com informações contidas numa espécie de livreto) garante isso, além do que o filme Label-Lyte® 65LL-344 oferece qualidade superior de impressão e opacidade para proteger o produto.

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Essência do café

Cada vez mais os consumidores exigem embalagens de café que mantenham o aroma e o frescor do produto. Para atender a este requisito, a Wipak oferece estruturas compostas que podem conter alumínio – Aluthen – ou livres de metais, com uma barreira EVOH. Os filmes podem ser fornecidos impressos em até 10 cores, pelo processo de rotogravura, e com sistemas de abertura e fechamento. (Wipak – Alemanha – www.wipak.com)

Brilho e holografia

As grandes marcas ganharam mais um aliado na briga pelo consumidor no ponto de venda. Trata-se do novo filme desenvolvido pela Toray Plastics, o LumeBrite que, como o próprio nome sugere, é mais brilhante, durável, tem boa relação custo-benefício e pode ser decorado com holografia. Ele já está tendo uma boa aceitação pelas indústrias de cosméticos, produtos de higiene pessoal, produtos esportivos e aplicações de segurança. (Toray Plastics – Estados Unidos – www.TorayFilms.com)

Flexibilidade de produção

A Thimonnier TD 1500 DUO é uma máquina de envase e selagem compacta, ideal para embalar pratos prontos, carnes, peixes, sopas, molhos, frutas e sucos em stand-up pouches com quatro soldas (laterais) e volumes que variam de 0,1 ml a 2 litros. Os pouches podem ser de enchimento a quente ou retorted. O ciclo da nova máquina é de 2 pouches e a capacidade de produção é de até 100 embalagens/minuto. (Thimonnier – Estados Unidos – www.ptiusa.com)

Inspeção não destrutiva

Desenvolvido especialmente para a inspeção de soldas em retort pouches, o sistema não destrutivo 525 ABUS, da Packaging Technologies & Inspection, utiliza uma tecnologia de ultra-som que garante uma avaliação quantitativa da qualidade da solda, identificando rapidamente defeitos e problemas que nem sempre resultam em vazamento. Sem a necessidade de preparar uma amostra, o sistema escaneia a área de solda através de um feixe estreito de sinal ultra-sônico. O processo leva apenas alguns segundos e a variação da medição e da força do sinal é que determinam a qualidade da solda e a presença de defeitos. O sistema é capaz de detectar defeitos no material, delaminação, elementos estranhos, pequenos cortes ou furos, falta de adesivo ou de alguma camada de material, e agentes contaminantes. (PTI Packaging Technologies & Inspection – Estados Unidos – www.ptiusa.com)

Linha mais eficiente

O Winpakage System é uma linha form-fill-seal vertical para produtos líquidos ou viscosos, como iogurte, molhos, sucos e caldas, com capacidade para envasar pouches de 3 ml a 86 ml a uma velocidade de 320 embalagens/minuto. Um pistão volumétrico garante alta precisão no enchimento de produtos sob qualquer temperatura – de 1° C a 90° C. O comprimento das embalagens pode variar de 60 a 225 mm. (Wipak – EUA – www.wipak.com)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Melhor detecção de metal

Os mais recentes desenvolvimentos da Toray Plastics na área de metalizados de OPP (polipropileno orientado) resultaram em um filme com superior detecção de metal, além das propriedades superiores de barreira e conseqüente aumento de vida de prateleira do produto. A detecção precisa de metais é uma etapa importante no controle de qualidade e no embalamento do produto; todo o processo de produção tem um certo potencial de contaminação por metais. Os níveis de detecção atingidos nas embalagens com estes filmes são superiores ao das embalagens com folha de alumínio: partículas de ferro com 0,9 mm, não ferrosas de 1,8 mm e de aço inoxidável 316 de 3,2 mm. (Toray Plastics – EUA – www.torayplastics.com)

Barreira a umidade

O EVOH é conhecido como uma excelente barreira a oxigênio. Mas onde há um nível alto de umidade, como em produtos cárneos submetidos a auto-clave, esta barreira é consideravelmente reduzida. O problema é então solucionado com uma barreira de base nylon, como o Combitherm que foi especialmente projetado para suportar os processos de esterilização. A sua taxa de barreira corresponde à do EVOH mas a barreira ao oxigênio tem como base uma poliamida (nylon) que, mesmo sob condições extremas de esterilização molhada, permanece perfeita ou se recupera em pouco tempo; o filme permanece transparente e com excelente performance.

(Wipak – Alemanha – www.wipak.com)

Velocidade na máquina com barreira

A linha de filmes de alta velocidade Propafilm FFX – à base de BOPP (polipropileno biorientado) – agora conta com uma versão que aumenta a vida de prateleira dos produtos. De um lado o filme é revestido com a substância selante, que aumenta a velocidade em máquina; do outro ele tem uma cobertura de PVDC que garante alta barreira a umidade, oxigênio e aromas. (UCB Films – Reino Unido – www.films.ucb-group.com)

Extrusão inovadora

Uma nova geração de extrusoras, com alto grau de flexibilidade, foi apresentada. Por esta linha, uma série de produtos podem ser obtidos utilizando-se a mesma tecnologia básica de cooking-extrusion (cozimento-extrusão). Esta nova geração de extrusoras já está sendo utilizada em embalagens para snacks (com formatos tridimensionais), cereais matinais (com tratamento à base de vapor) e baby food (especialmente produtos à base de cereais pré cozidos). (Pavan – Itália – www.pavan.com)

Apelo visual

A Printpack desenvolveu um processo único e inovador que garante apelo visual à embalagem. Esta tecnologia – M-Boss - possibilita gravar qualquer logo ou item de decoração na embalagem e se aplica a estruturas extrudadas e laminadas de polipropileno (PP) e de poliéster (PET). O efeito é ainda mais surpreendente em embalagens metalizadas. (Printpack – Reino Unido – www.printpack.com)

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Tecnologia garante futuro das flexíveis

Durante a Interpack 2002, a FPA (Associação de Embalagens Flexíveis), dos Estados Unidos, anunciou os vencedores do 2001 Flexible Packaging Achievement Awards. A principal conclusão extraída dos resultados é que "a embalagem flexível está experimentando uma revolução tecnológica a fim de oferecer conveniência e proteção ao consumidor, bem como novas soluções de venda para a cadeia de produção e de distribuição dos produtos". A alta tecnologia das estruturas dos filmes, as aplicações e configurações da embalagem, as tecnologias de impressão, soluções de abertura fácil e os sistemas de fechamento continuam a guiar a embalagem flexível para conquistar novos mercados e ampliar sua participação em mercados existentes. A seguir algumas das embalagens vencedoras que comprovam esta tendência.

Massa fresca

Graças ao novo filme da Cryovac, o OS, que conta com a ação "invisível" de um absorvedor (scavanger) de oxigênio, os consumidores do macarrão Buitoni, da Nestlé, têm um produto fresco, com vida de prateleira 50% superior e que não precisa da umidade para ativar o processo de absorção. A nova tecnologia da Cryovac permite que o absorvedor seja ativado sempre que houver necessidade, independentemente da embalagem, através de um luz ultravioleta que pode ser instalada nas linhas de embalagem existentes. Os filmes OS possuem um polímero especial que é coextrudado à embalagem.

Cenouras confiáveis

O uso da nova série 200 de zipper da Pliant Corporation garante características únicas a esta embalagem para cenouras descascadas. O zipper é feito com polietileno 100% reciclado e possui um dispositivo que indica se a embalagem foi violada no ponto de venda. A bolsa também incorpora furos macros que aumentam a vida de prateleira.

Vegetais que respiram

Usada para comercializar broccoli fresco, esta embalagem possui uma membrana da Intellipac que permite que o produto respire. O fluxo de ar de dentro e de fora da embalagem é regulado através da membrana, modificando a atmosfera (taxa de oxigênio e de dióxido de carbonno) dentro da caixa de embarque e possibilitando que o produto seja distribuído sem o uso de gelo.

Pouch resistente

Composta por um pouch resistente a perfurações e a altas temperaturas e por uma camada de plástico rígido, esta embalagem ergonômica para bebidas oferece aos consumidores uma opção de descarte, enchimento rápido e manutenção do calor ou do frio do produto por um período superior a 3 horas.

Palete mais seguro

Esta "folha" de material especial para uso em paletes foi desenvolvida para evitar que bolsas plásticas escorregassem dos paletes e, ao mesmo tempo, pudessem ser mais facilmente removidas. Trata-se de uma extrusão de polietileno (PE) com um polímero especial que não solda; a combinação destes dois materiais cria um efeito de papel areia. Os vários furos garantem espaço livre para a circulação do ar e conseqüente remoção do calor da produção.

Embalagem com textura

Utilizando uma extrusão laminação de poliéster com impressão invertida/polietileno/poliéster metalizado/polietileno/filme, esta estrutura garante a este stand up pouch refechável um visual "crocante" ao maximizar a arte da embalagem. As cores vivas da embalagem derivam de uma impressão flexográfica de 8 cores que também ajuda a atingir tons de luzes e sombras bem como maior definição e contraste.

Mais informações sobre o Prêmio FPA www.flexpack.org

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Prêmio consagra melhores da Europa

Criada em 1959, a FEDES (Federação Européia da Indústria de Embalagens Flexíveis), que reúne 300 empresas do setor, anunciou durante a Interpack 2002, na Alemanha, os ganhadores de seu concurso anual, o FEDES Star. O objetivo da premiação é justamente promover o desenvolvimento de soluções e inovações na área de flexíveis (papel e plástico) e criar uma maior aproximação entre os fabricantes de embalagem e seus fornecedores, defendendo os interesses comuns em todo o mundo.

A seguir as embalagens plásticas flexíveis que ganharam o FEDES Star 2001.

Estabilidade na bolsa U-pack

Combina a resistência do cartão dobrado com as vantagens dos filmes plásticos de PET e PE; as laterais seladas a quente garantem um formato especial e muita estabilidade. Possui ainda uma alça para carregar ou para pendurar no ponto de venda, bem como um sistema de abertura e fechamento. Ideal para produtos secos, em grãos, como pet food. (Bischof + Klein, Alemanha, www.bischof-und-klein.com)

Queijo com conveniência

Composta por modernos materiais de embalagem com excelentes propriedades barreira e de maquinabilidade. A dimensão e o sistema de abertura e fechamento atendem às necessidades do consumidor de conveniência. A imagem reflete as características do produto de naturalidade. (Huhtamaki – Finlândia - www.huhtamaki.com)

Qualidade de impressão

O destaque desta embalagem para calda de chocolate está na qualidade da impressão flexográfica em substituição à rotogravura usada anteriormente. A arte utiliza oito cores diferentes numa mesma chapa de impressão. (Nordenia – Alemanha – www.nordenia.com)

Café simplificado

O objetivo desta embalagem era mostrar como o formato (stand-up pouch), aliado a um grafismo simplificado, pode criar uniformidade visual e oferecer redução de custo no ponto de venda. O caráter conveniência é reforçado pelo sistema zip de abertura e fechamento. (Wipf – Suíça – www.wipf.ch)

Stickpack asséptico

Esta é a primeira vez que uma embalagem unidose – do tipo stick – permite o envase asséptico. O processo viabiliza o embalamento de produtos como iogurtes, chocolates, etc neste tipo de embalagem. Além disso, o stickpack vai de encontro à máxima "alimento em movimento", ou seja, consumir onde e quando quiser. (Amcor Flexibles Schüpbach – Suíça – www.amcor.com)

Unidose inteligente

O grande diferencial desta embalagem stickpack é justamente o sistema easy opening (fácil abertura) que também facilita o escoamento do produto. O segredo está no enfraquecimento parcial do filme de superfície da estrutura da embalagem (laminada) sem provocar vazamentos de produto. (Alcan Packaging – França – www.alcan.com)

Lenços diferenciados

A nova embalagem para lenços umedecidos reúne uma série de vantagens: redução do uso de material de embalagem, facilidade de abertura e fechamento (slide zip), formato diferenciado que se destaca no ponto de venda e facilidade de transporte. A bolsa foi especialmente desenvolvida com o novo filme soft touch (toque macio), da Pactiv. (Kobusch Folien - Alemanha – www.kobusch-folien.de)

Bolsa isotérmica

Desenvolvida para driblar os problemas de interrupção no armazenamento de produtos sob refrigeração, como sorvetes, esta embalagem é feita a partir de um material isotérmico que estabiliza a temperatura do produto por um tempo razoável, mantendo suas propriedades e características originais mesmo fora do ambiente refrigerado. (Industrial Bolsera – Espanha – www.industrialbolsera.com)

Abertura fácil

O principal objetivo desta embalagem é oferecer uma abertura fácil e descomplicada. Graças a um rótulo colocado no topo da embalagem, o consumidor abre a embalagem plástica sem qualquer dificuldade. (Huhtamaki – Finlândia - www.huhtamaki.com)

Sofisticação em sacola

O motivo pelo qual esta embalagem foi premiada é único: elegância. O material translúcido, o Pergaplas, combinado com a excelente impressão, produz um efeito de sofisticação pouco visto entre as sacolas plásticas. As alças são seladas a quente e as sacolas podem vir em diferentes cores e formatos, garantindo uma personalidade para cada cliente. (D-Pak 2000 – Alemanha – www.d-pak.de).

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008

Aumento de shelf-life

O novo filme solúvel em água da norte-americana Chris Craft – MonoSol XR – possui uma excelente resistência a certos produtos químicos, como formulações à base de ácido e fortes oxidantes, mantendo a mesma maquinabilidade, resistência à selagem a quente e solubilidade de ponto-de-uso. Estas propriedades barreira aumentam o range de produtos que podem ser embalados com este novo filme, incluindo produtos que tendem a causar migração do agente plastificante ou reações químicas adversas, comuns nos filmes solúveis a água convencionais. Este filme já está sendo usado com sucesso pela Fritz-Pak para o embalamento de produtos que entram na formulação do concreto. ( www.monosol.com)

Selagem mais precisa

A nova máquina de stand-up pouch servo da PDI (Proven Designs Inc.)

A norte-americana PDI (Proven Designs Inc.) já está disponibilizando para o mercado a nova máquina de stand-up pouch servo. Seu projeto foi totalmente focado na produção de stand-up pouches refecháveis com apenas um cilindro de solda. O equipamento também possibilita a produção de pouches com duas ou três soldas, com ou sem o dispositivo de abertura e fechamento. O novo sistema baseia-se na redução dos cilindros de ar que, consequentemente reduzem o barulho e, mais importante, reduzem os custos associados à manutenção desses cilindros. ( www.provendesigns.com )

Filme em folhas

Boa parte dos especialistas em flexíveis acredita que um novo mercado esteja surgindo para o fornecimento de filmes já cortado em folhas. Se antecipando a esta tendência, a britânica Valmet lançou, no final do ano passado, a cortadora Valmet Film-Master que possibilita o trabalho com uma série de materiais como OPP (papel sintético), filmes de poliéster e de PVC. O grande diferencial do novo equipamento é um sistema especial que elimina os altos custos da guilhotina.

( www.valmet.com ou sales.sheeters@valmet.com )

No caso de bolsas médicas, a Thimonnier oferece a opção de se trabalhar com outros materiais que não PVC.

As máquinas automáticas permitem a produção de bolsas de PVC com diversos compartimentos.

Pouches para medicamentos

Considerada uma das líderes européias na produção de máquinas para embalagens flexíveis, a francesa Thimonnier (criadora do sistema Doypack em 1962) apresentou algumas novidades ao mercado durante a última K, realizada na Alemanha, em outubro do ano passado.

Entre elas, as novas máquinas form-fill-seal para a produção de bolsas não-PVC que utilizam a consagrada tecnologia de selagem por calor e, no caso do PVC, máquinas que utilizam a tecnologia de selagem por rádio freqüência. As principais vantagens destas bolsas para medicamentos em comparação aos frascos de vidro ou de PP (polipropileno) são:

A grande transparência do material permite monitorar constantemente a qualidade do produto.

A bolsa é forte e resistente o suficiente para ser usada sem cuidados especiais em todos os tipos de emergência (acidentes de carro, ações militares, etc).

Pode-se produzir bolsas com diversos compartimentos.

A bolsa pode ser produzida com diferentes sistemas de abertura, de acordo com sua utilização. ( www.thimonnier.com )

O volume das bolsas de PVC produzidas na linha

automática varia de 50 a 100 ml.

Fonte: ABIEF

julho/agosto 2008


Conheça nossas Especialidades

Laminados

Laminados

Estruturas com barreira, compostas de materiais diversos como polietileno, polipropileno, BOPP, poliéster, aplicadas em embalagens de alimentos, produtos de higiene e limpeza, produtos industriais, etc. Embalagens impressas em até 9 cores confeccionadas com tecnologia moderna e inovadora...

Filmes e Bobinas

Filmes e Bobinas

Produzidos em PEBD, PEAD, PEBDL e Polipropileno, natural ou pigmentado, liso ou impresso até 9 cores. Suas características técnicas permitem variações quanto à aparência, resistência e temperatura. Possuem alto rendimento e excelente soldabilidade...

Sacos e Sacolas

Sacos e Sacolas

São fabricados em diversos tamanhos, modelos, soldas e cortes, adaptando-se às necessidades do cliente. Podem ser natural ou pigmentado, liso ou impresso até 9 cores. Possuem a resistência necessária para garantir a integridade do produto e o acabamento que valoriza a sua marca...

Envelopes

Envelopes

Fabricados em PEBD, PEAD, PP e COEX, para os mais diferentes usos: envelopes para mala direta, correspondência, envio de jornais e revistas, envelopes de segurança, para transporte de valores, envios de talões de cheques e documentos, tipo fronha, ZIP, aba-cola (hot melt)...